O EMPREENDEDORISMO NO DESENVOLVIMENTO DA AUTONOMIA E DA ATITUDE COMO SABERES FUNDAMENTAIS PARA UMA VIDA CIDADÃ

  • Alexandre de Paula Pereira
Palavras-chave: Educação, Administração, Empreendedorismo, SEBRAE, Education, Management, Entrepreneurship

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de um estudo sobre o Empreendedorismo, na perspectiva de aproximar a Educação e a Administração. A base da investigação apoia-se nas ações realizadas pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), no Estado de São Paulo, por meio de análises de resultados produzidos na Educação Empreendedora voltada ao Ensino Fundamental, por meio do Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). Este se destina a fomentar a Educação e a Cultura Empreendedora visando a formação de jovens estudantes que necessitam de fonte de renda e que precisam, por princípio, ampliar os conhecimentos em relação a aspectos pessoais, econômicos e sociais. Os resultados globais foram aferidos ao longo do tempo, medindo a sua efetividade e a permanência. A metodologia contemplou a análise documental de normativas e legislações e a exploração de informações sistematizadas nos bancos de dados do SEBRAE, sobre os projetos integrados ao Empreendedorismo, de 271 Instituições de Ensino. Os resultados do estudo se mostram satisfatórios ao ambiente escolar e aos educadores, sendo o JEPP um marco inicial para um novo paradigma no Ensino, com o qual se pretende desenvolver uma cultura empreendedora, iniciada na pré-escola e que acompanhe o indivíduo por toda a vida. O Ensino do Empreendedorismo se apresenta como uma possibilidade de formação possível, no entanto, é preciso avançar com discussões e proposição de ações para que o estudante de Empreendedorismo pense estrategicamente – como lhe deve ser atribuído pensar – articulando uma formação que lhe ofereça base política e ética.

 

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 3. ed. Lisboa: editora Setenta, 2004.
BRASIL. Ministério da Educação. Documento de Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Profissional de Nível Técnico. Brasília, 2000. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/introduc.pdf. Acesso em 10/06/2016.
_____. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em: https://www.presidencia.gov.br/casacivil/ site/static/le.htm. Acesso em 15/06/2016.
BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: nº 9394/96. Brasília, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em 15/07/2017.
_____Lei n. 8.029, de 12 de abril de 1990. Dispõe sobre a extinção e dissolução de entidades da administração Pública Federal, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 13 abr. 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/leis/L8029cons.htm. Acesso em 10/10/2016.
_____. (s/d) Educação Econômica e Empreendedorismo na Educação Pública: promovendo o protagonismo infanto-juvenil. Versão Preliminar. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view= download&alias=8214-educacao-economica-final-versao-preliminar-pdf&Itemid=30192. Acesso em 03/05/2016.
BOURDIEU. P.; PASSERON, JC. Os herdeiros: os estudantes e a cultura. Florianópolis: Editora da UFSC, 2014.
DELORS, J. (Coord.). Educação um tesouro a descobrir - Relatório para a Unesco da comissão internacional para o século XXI. São Paulo: Cortez, 1996. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/ldb.pdf . Acesso em 10/04/2017.
DOLABELA. F. Pedagogia Empreendedora. São Paulo: Editora Cultura, 2003.
DORNELAS, J. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. Rio de Janeiro: Elsevier/Campus, 2008.
DYER, W.G. The entrepreneurial experience: confronting career dilemmas of the start-up executive. San Francisco: Jossey-Bass, 1992.
FREITAS, C. M. O aluno-problema: forma social, ética e inclusão. São Paulo, Cortez 2011.
FRIGOTTO, G. Os circuitos da história e o balanço da educação no Brasil na primeira década do século XXI. Revista Brasileira de Educação. v.16, nº 46, jan/abr 2011.
GOERGEN, P. Prefácio. In: LOMBARDI, José Claudinei; GOERGEN, Pedro. Ética e educação: reflexões filosóficas e históricas. Campinas: Autores Associados, 2005. pp. 01-14.
LOPES, E. B. M. O SEBRAE e as relações público - privado no Brasil. Dissertação de Mestrado. UNESP/ FCLAR, 2001.
REDFORD, D.T. (2006). Entrepreneurship Education In Portugal: 2004/2005. Comportamento Organizacional e Gestão, 12 (1), 19-41.
SCHUMPETER, J.A. Theorie der Wirtschaftlichen Entwicklung. Berlin: Dunker & Humblot, 1964.
______. Teoria do desenvolvimento econômico. São Paulo: Abril Cultural, 1982.
SOUZA, P.F.P.; SOUZA, A.C.V.O.P. Violência, Mídia e Interesse Mercadológico. Revista Kairós, Caderno Temático, São Paulo, 2009.
UNESCO. PRELAC. Uma trajetória para a educação para todos. Revista PRELAC- Ano 1/n.0/agosto de 2004. Santiago do Chile. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images /0013/001372/137293por.pdf. Acesso em 28/12/2016.
Publicado
2018-07-03