A APLICABILIDADE DA LOGÍSTICA REVERSA NA RECICLAGEM DO ÓLEO VEGETAL USADO

  • Beatriz Torres Medeiros FATEC Guarulhos
  • Susan Cristine da Costa Santos Fatec Guarulhos
  • Robson Paschoa Faustino UNIP - Universidade Paulista
  • Márcia Regina de Andrade Formigoni UniFacamp - Centro Universitário Campo Limpo Paulista
Palavras-chave: Logística Reversa, Sustentabilidade, Reciclagem, Óleo vegetal, Organização não Governamental, Reverse Logistics, Sustainability, Recycling, Vegetable oil, Non-Governmental Organization

Resumo

A ideia da Logística Reversa se fundamenta no retorno do produto a seu ponto de origem, e assim, a empresa passa a ter responsabilidade quanto ao seu destino, seja descartando ou reciclando tal material. Como é uma área que não gera lucros a curto prazo à empresa, muitas vezes é vista como mais um gerador de custos de implantação e dessa forma muitos empresários não a utilizam por não enxergá-la como um eficiente sistema de coleta, que da mesma forma que a logística tradicional pode resultar em vantajosos benefícios econômicos. O presente artigo mostra a aplicabilidade da logística reversa como solução para a problemática do descarte inapropriado do resíduo óleo de cozinha, introduzindo viabilidade econômica, reduzindo impacto ao meio ambiente, utilizando-se de processos de reaproveitamento, redução ou substituição de matéria-prima garantindo assim sua viabilidade em alguns casos, além de geração de emprego e reinserção de algum valor aos materiais que retornam à cadeia produtiva. Os resultados obtidos apontam que apesar de a Logística Reversa do óleo vegetal usado ser uma solução acessível e de baixo custo ainda não é amplamente difundida na mídia e nas escolas, em consequência muitos municípios ainda não participam ativamente da coleta de óleo vegetal e a maioria da população desconhece seus benefícios.

Referências

BALLOU, R. H. Logística empresarial: transportes, administração de materiais e distribuição física. São Paulo: Atlas, 1993.
CASTELLANELLI, C.; MELLO, C. I.; RUPPENTHAL, J. E.; HOFFMANN, R. Óleos comestíveis: o rótulo das embalagens como ferramenta informativa. In: ENCONTRO DE SUSTENTABILIDADE EM PROJETO DO VALE DO ITAJAÍ, 1. 2007.
CAXITO, F. Logística: Um enfoque prático. 1ª edição. Editora: Saraiva. 328 p., 2011
CHRISTOPHER, M. Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos: criando redes que agregam valor; [tradução Mauro de Campos Silva] – 2ª ed – São Paulo: Thomson Learning, 2007.
COSTA NETO, Pedro; ROSSI, Luciano F. S.; ZAGONEL, Giuliano F.; RAMOS, Luiz P. Produção de biocombustível alternativo ao óleo diesel. 1999.
INSTITUTO TRIÂNGULO, 2014. Site www.triangulo.org.br. Acesso em: 27 mai. 2015.
LACERDA, L. Logística Reversa: Uma Visão Sobre os Conceitos Básicos e as Práticas Operacionais. Revista Tecnologística. p.46-50. 2002.
LEITE, P. R. Logística Reversa: Meio Ambiente e competitividade. São Paulo: Prentice Hall, 2003.
MELLO, F.A.O. Análise do processo de formação da paisagem urbana no município de Viçosa, Minas Gerais. 122 p. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa/MG. SILVA, E. Avaliação de impactos ambientais. Viçosa: UFV/DEF, 2001.
OLIVEIRA, B. M. G. de; SOMMERLATE, B. R.; PENIDO, R. C. S.; PGIROC – PLANO DE GERENCIAMENTO INTEGRADO DO RESÍDUO ÓLEO DE COZINHA. BELO HORIZINTE: FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE: Fundação Israel Pinheiro. 24 p. 2009.
PITTA JUNIOR, O. S. R. et al. Reciclagem de óleo de cozinha usado: uma contribuição para aumentar a produtividade do processo. In: KEY ELEMENTS FOR A SUSTAINABLE WORLD: ENERGY, WATER AND CLIMATE CHANGE – 2nd International Workshop, 2009, São Paulo. Anais. São Paulo: UNIO – Universidade Paulista. 2009. Acesso em: 30 mai. 2015.
TADEU, H. F. B., SILVA, J. T. M., BOECHAT, C. B., CAMPOS, P. M. S., PEREIRA, A. L. Logística Reversa e Sustentabilidade. São Paulo: Cengage Learning, 2012.
Publicado
2018-07-03